KARATE – LINHA ASSINTÓTICA

KARATE – LINHA ASSINTÓTICA

FB_IMG_1454259001316Há situações que são do âmbito do coração e outras da razão!

Viver no Karate e noutras artes marciais, talvez seja uma situação mitigada, mas autêntica!

Há uma busca incessante pela perfeição, da qual andamos sempre perto, mas efetivamente jamais conseguimos alcançar – é esta a nossa sina “Caminho assintótico”

Quanto mais perfeitos procuramos ser, mais imperfeitos somos!

Isto perceber-se-ia nas palavras de Allan Kardec «O sinal mais característico da imperfeição do homem, é o seu interesse pessoal.»

Mas se nesta prática coletiva privilegiamos a partilha, seriam niilistas aquelas palavras e lançaríamos mão das de Marquês de Maricá «A imperfeição é a causa necessária da variedade nos indivíduos da mesma espécie. O perfeito é sempre idêntico e não admite diferenças por excesso ou por defeito.»

Não obstante, como sempre transmiti que este modo de ser e estar, perseverante e prossecutivo, é uma forma específica e pouco inteligível de vida, não me poderei alhear de Bill Szilagyi «Sei que não sou perfeito, mas isso não me impede de lutar contra a imperfeição.»

P. S. – 89º Encontro Nacional da SKIP, com Sensei Suzuki.

Sobre Antonio Soares da Rocha

Antonio Soares da Rocha
O autor tem uma experiência superior a 30 anos como funcionário da Autoridade Tributária, passando por todas as metamorfoses da carreira até ocupar funções de jurista e representante da Fazenda Pública. Em período precedente estivera ligado ao setor das telecomunicações, à mediação e direito dos seguros. Terminou a licenciatura em direito na Universidade Lusófona. Adquiriu a qualificação de Mestre em Direito na Universidade Católica com a defesa da tese na área do Direito Fiscal, e publicada pela editora daquela Universidade em Portugal e Brasil. Investigador da Universidade do Minho, defendeu como congressista temas científicos em universidades de renome. É autor de algumas obras com edições continuadas, designadamente “Oposição vs Impugnação Judicial”, “O Essencial sobre o Arrendamento Urbano”, “Minutas e Formulários – Anotados e Comentados” e "A Demanda e a Defesa nas Execuções Cíveis e Fiscais". Em termos desportivos, é praticante de Karate Goju-Ryu e treinador reconhecido pelo IPDJ. Embora tenha iniciado essa prática com referência à linha do Mestre Taiji Kase, viria a ser consagrado cinto negro na vertente de Karate Shotokan pelo Mestre Hiroku Kanazawa em 1999, e posteriormente, pelo estilo que ora pratica, da linha Okinawa Goju-Ryu Karatedo Kyokai.

Veja Também

O Karaté e o pseudoexotismo

Tweet Email Tweet EmailO desporto, pese embora a sua diversidade, não é menos importante que ...