Antonio Soares da Rocha

Antonio Soares da Rocha
O autor tem uma experiência superior a 30 anos como funcionário da AT, passando por todas as metamorfoses da carreira até ocupar funções de jurista e representante da Fazenda Pública. Em período precedente estivera ligado ao setor das telecomunicações, à mediação e direito dos seguros. Terminou a licenciatura em direito na Universidade Lusófona. Adquiriu a qualificação de Mestre em Direito na Universidade Católica com a defesa da tese na área do Direito Fiscal, e publicada pela editora daquela Universidade em Portugal e Brasil. Investigador da Universidade do Minho, defendeu como congressista temas científicos em universidades de renome. É autor de algumas obras com edições continuadas, designadamente “Oposição vs Impugnação Judicial”, “O Essencial sobre o Arrendamento Urbano”, “Minutas e Formulários – Anotados e Comentados” e "A Demanda e a Defesa nas Execuções Cíveis e Fiscais". Em termos desportivos, é praticante de Karate Goju-Ryu e treinador reconhecido pelo IPDJ. Embora tenha iniciado essa prática com referência à linha do Mestre Taiji Kase, viria a ser consagrado cinto negro na vertente de Karate Shotokan pelo Mestre Hiroku Kanazawa em 1999, e posteriormente, pelo estilo que ora pratica, da linha Okinawa Goju-Ryu Karatedo Kyokai.

Karate_2011 “Três Rochas”

Karate_2011 “Três Rochas”

A subtileza e a abstração do vocábulo KARATE têm um alcance incalculável. Mas a subtileza não provém do vocábulo e sim do conteúdo que o mesmo encerra. A subtileza do seu conteúdo é personificado em todos os membros que integram a prática desta arte – arte de luta, do bem ...

Ler mais

KARATE – LINHA ASSINTÓTICA

KARATE – LINHA ASSINTÓTICA

Há situações que são do âmbito do coração e outras da razão! Viver no Karate e noutras artes marciais, talvez seja uma situação mitigada, mas autêntica! Há uma busca incessante pela perfeição, da qual andamos sempre perto, mas efetivamente jamais conseguimos alcançar – é esta a nossa sina “Caminho assintótico” ...

Ler mais

Eu, o poder político e os “Job for the boys”

Eu, o poder político e os “Job for the boys”

DIRIGENTE_CRSS.Norte Conforme poderão constatar pelo anexo, o filho da Arminda “padeira”, foi indigitado logo após as legislativas, para candidato a dirigente da Segurança Social Norte. Naturalmente, tal não aconteceu pela afinidade política. Pois, apesar de já ter participado ativamente na elaboração de determinados instrumentos políticos, designadamente, programa político, declaração de ...

Ler mais

A assunção da natureza e do homem

A assunção da natureza e do homem

                                O homem integra a natureza, mas em regra, não a respeita e compreende. A natureza compensa o homem. É gratificante admirar a natureza quando cuidamos dela. Mas não é bom destruí-la em qualquer caso, ...

Ler mais

O Agente de Execução e o Abuso do Poder

O Agente de Execução e o Abuso do Poder

“O poder tem sempre um lado mau, porque se abusa dele” Para definirmos a figura do agente de execução vamos utilizar dois itens dicotómicos: O poder do agente de execução. O estigma do executado. O agente de execução é uma figura que surgiu em 2003 no âmbito de reforma estrutural ...

Ler mais

MENINOS DE CINFÃES – “Hino” panegirical

MENINOS DE CINFÃES – “Hino” panegirical

Apesar de eu ser um filho deste mundo, este é o pai que não me conhece! Abençoada a terra que me viu nascer, que o mundo jamais me deixará esquecer! Perfez no corrente ano, 40 anos que ocorreu uma profunda mutação política e social no nosso país, cognominada como “Revolução ...

Ler mais

Português com formação

Português com formação

O português tem em regra um comportamento pré-jurídico. Antes de entrarmos concretamente no significado que a afirmação encerra, parece pertinente descrever as situações que contribuíram para tal ilação! Ora, as férias concedem-nos por vezes a faculdade de melhor observarmos o comportamento dalguns dos outros parceiros sociais, independentemente da sua proveniência ...

Ler mais